10º Fórum Municipal da Saúde mostra eficácia das PICS e encanta público

por Imprensa
Acessos: 80

O município de Osório, que ao longo da sua história tem investido e apostado em melhorias e inovações que visam à qualidade de vida e o bem estar da população, mais uma vez apresenta avanço na área da saúde.

Nesta sexta-feira, 7/12, realizou a 10ª edição do Fórum Municipal da Saúde, no auditório Romildo Bolzan, na Unicnec, com o tema “Práticas Integrativas e Complementares”.

O tema foi escolhido levado em conta a implantação das Práticas Integrativas e Complementares (PICS), na rede pública de saúde de Osório, neste ano. A partir da iniciativa do Poder Executivo Municipal, através da saúde, o usuários dos serviços da atenção básica podem utilizar as alternativas como Auriculoterapia, Taichicha, Shantala e Fitoterapia – plantas medicinais. E em breve, Acupuntura, Omeopatia, Reiki e Terapia Comunitária.

O Fórum foi uma oportunidade de conhecer mais essa opção a mais, que por meio de evidências científicas têm mostrado os benefícios do tratamento integrado entre medicina convencional e práticas integrativas e complementares. Além disso, o que também chama a atenção é o crescente número de profissionais capacitados e habilitados e maior valorização dos conhecimentos tradicionais de onde se originam grande parte dessas práticas.

O Fórum da Saúde foi uma realização da Prefeitura de Osório, com organização da Secretaria Municipal da Saúde.

Avaliação

Secretário da Saúde Emerson Magni

“O Fórum foi espetacular, um tema novo para muitos, e no que entanto, que já faz parte do nosso cotidiano porque aqui em Osório, com aval do prefeito Eduardo Abrahão, implantamos as práticas integrativas no ano passado e já estamos acostumados com essa nova alternativa. O evento realmente foi extremamente válido por tratar especificamente desse tema que veio para complementar a medicina tradicional. Os nossos profissionais estão engajados e nosso objetivo é  implantar cada vez mais, novas práticas, o próximo passo é acupuntura. Para mim, gestor, é gratificante ver o brilho nos olhos do profissionais por abordar esse tema, bem como a importância do acolhimento no almoço. Foi satisfatório porque reunimos todos os funcionários da secretaria, e atribuímos essas conquistas e avanços ao apoio do prefeito que nos dá aval para que aconteçam as ações. Outro ponto importantíssimo do evento, foi a explanação da palestrante, da coordenação da política do Estado, ao reconhecer que Osório está muito à frente de outros municípios, ela inclusive nos convidou para capacitar gestores/secretários do RS, para que possam implantar as práticas”.

- Agente Comunitária de Saúde do ESF Primavera, Márcia Pires –

Egostei muito do nosso 10º Fórum Municipal da Saúde. É muito bom ver que estamos no caminho certo, olhando para o paciente com visão diferenciada e usando outros métodos, que não seja somente a medicação tradicional. Nossa população precisa cuidar das doenças da alma, da mente e essa alternativa pode contribuir e evitar a automedicação. Vamos ajudar muito a população que busca os serviços da rede, especialmente com a riqueza das oficinas e dessa alternativa. A palavra certa para essa edição do Fórum é gratidão pelo empenho de todos. Agora é esperar que venha o próximo”.

- Enfermeiro da ESF Caravágio e Coordenador da Saúde do Homem no município, Henrique da Rosa Fagundes -

“Em minha avaliação, o Fórum foi muito bom. Foi um dia de muito aprendizado para mim e os colegas da saúde de Osório sobre as práticas integrativas complementares, o que nos fornece um leque de possibilidades para trabalhar na saúde. Na parte da manhã foram concentradas todas as apresentações teóricas, o que exigiu atenção maior, mas a tarde foi perfeita e nos possibilitou praticar alguma delas. Eu fiz Taí Chi Chuan, nunca tinha feito, e percebi ser uma mistura de arte marcial, com concentração e relaxamento ao mesmo tempo, muito bom para o corpo. E para finalizar o teatro, muito interessante”.

- Terapeuta Ocupacional, Edinéia Bestetti - “O Fórum foi excelente, a aceitação das Práticas Integrativas e Complementares por parte dos profissionais da Saúde foi um sucesso. O pessoal estava sedento pelas práticas e o evento fechou com a presença de grande parte dos que marcaram presença pela manhã, todos encantados com as informações e a riqueza da alternativa. Para contribuir, entregamos uma lembrança - lixeirinhas de carro em formato de coruja, produzidas através da parceria entre o Chitacá e a Odontologia By Jucilei da Rocha e distribuímos bonecas Abayomis. Impressionante, mas essas Terapias tendem a crescer cada vez mais”.

- Enfermeiro da ESF Atlântida Sul, Leandro Rauber Joner - “Gostei bastante, principalmente da prática no turno da tarde. Participei da da oficina prática de auriculoterapia e foi muito interessante.”

- Colaboradora administrativa da ESF Glória, Selma Borges - “Em uma avaliação, afirmo que esse foi o Fórum que mais gostei, as terapias alternativas podem dar um equilíbrio diferenciado em nossas vidas e fiquei encantada com as tantas possibilidades que nos oportunizam bem estar, paz, e qualidade de vida. Vimos as técnicas que nos permitem ficar em harmonia. Gostei das palestras, dos florais e também dos elogios da coordenadora da saúde em relação a saúde de Osório. Segundo ela, a Márcia, estamos bem avançados, no caminho certo e isso nos alegra muito. Trabalhamos para atender cada vez melhor e temos a comprovação disso no reconhecimento”.

Auxiliar de Enfermagem – “Lori Moura de Souza dos Santos – “Gostei muito mesmo. Vou aderir a PICs, Jin Shin Jyutsu. Nâo conhecia, é incrível”.

- Farmacêutica Silvana Velho Pereira – “Muito bom nosso Fórum. Neste ano inovamos com a realização das oficinas o que proporcionou uma participação pró ativa de todos. Com isso tivemos a oportunidade de conhecer e praticar algumas terapias que fazem parte das PICs (práticas integrativas e complementares) que fazem parte da política. A minha foi “Dança Circular”, não conhecia e fiquei apaixonada”.

Saiba mais:

As práticas oferecidas na Atenção Básica para o tratamento de usuários do SUS, são alguns dos tratamentos que utilizam recursos terapêuticos, baseados em conhecimentos tradicionais, voltados para tratar e prevenir diversas doenças, como depressão e hipertensão. Ao total, os pacientes podem contar com 29 PICS, que são: ayurveda, homeopatia, medicina tradicional chinesa, medicina antroposófica, plantas medicinais/fitoterapia, arteterapia, biodança, dança circular, meditação, musicoterapia, naturopatia, osteopatia, quiropraxia, reflexoterapia, reiki, shantala, terapia comunitária integrativa, termalismo social/crenoterapia, yoga, apiterapia, aromoterapia, bioenergética, cromoterapia, constelação familiar, geoterapia, hipnoterapia, imposição de mãos, ozoniterapia e terapia de florais.