Campanha da coleta de preventivos será no próximo dia 27
por Imprensa
Acessos: 9

No dia também será feita uma entrega de resultados de exames preventivos coletados no Posto Central
Com o objetivo de facilitar o atendimento às mulheres, a Secretaria da Saúde de Osório realizará no Posto Médico central Dr. Flávio Silveira, no sábado (27/4) a campanha de coletas de preventivos.

Entre 8h e 17h, será atendida a demanda do município sem necessidade de agendamento prévio especialmente para as mulheres trabalhadoras que não conseguem fazer seu exame durante a semana. A meta é atingir preferencialmente as mulheres entre 24 e 69 anos.

No mesmo dia, será feita uma entrega de resultados de exames preventivos coletados no Posto Central. Que fez exames preventivos anteriores e não retirou trazer um documento de identificação no horário das 8 às 17 horas. Na Saúde há muitos exames acumulados para serem entregues e os pacientes por algum motivo não buscam.

Atenção
Os exames de Papanicolau ou também chamados de preventivo do câncer de colo de útero, são realizados por agendamento e coletados durante todas as tardes e também na quinta-feira. Esse serviço é voltado para população, preferencialmente, que consulta no Posto Central.

As demais Unidades de saúde oferecem o serviço em datas definidas:

- Posto de Saúde Primavera e Albatroz: coleta de exames todos os dias e o usuário se apresentam na recepção.

- Posto de Saúde de Aguapés: coleta de exames todas as quartas-feiras pela manhã sem agendamento prévio.

- Posto de Saúde Laranjeiras: coleta de exames todas as terças-feiras com agendamento prévio.

- Posto de Saúde de Atlântida Sul: coleta de exames todas as segundas-feiras pela manhã e sextas feiras à tarde com agendamento prévio.

- Posto de Saúde Caravágio: coleta de exames de segunda a sexta-feira, sem agendamento (livre demanda).

- Posto de Saúde do Palmital: todas as quartas-feiras pela manhã com agendamento.

- Posto de Saúde de Arroio das Pedras: coleta de exames todas as quartas-feiras pela tarde com agendamento.

- Posto de Saúde Glória: todas as quintas-feiras mediante agendamento prévio.

Segundo a coordenação dos serviços, a não uniformidade de datas e formas de agendamento ocorre em virtude da rotina de atendimentos de cada local e a disponibilidade de consultório e recursos humanos para coleta. A oferta, segundo a secretaria, atende a demanda local e caso há incompatibilidade de horário haverá campanhas de reforço.

Informatização de serviços beneficia saúde pública de município do Rio Grande do Sul
por Imprensa
Acessos: 10

 

Com toda a informação na tela do computador, os atendimentos e marcação de consultas e exames de moradores de Osório (RS) foram agilizados. A informatização auxilia também o gestor no planejamento de ações em saúde

Nathállia Gameiro – Ascom Fiocruz Brasília

O município de Osório, no Rio Grande do Sul (RS), é o centro de entrada para o litoral norte gaúcho e conhecido pela beleza natural e presença de uma das maiores usinas eólicas do mundo. Osório se tornou também referência e destaque na saúde para os demais municípios gaúchos e brasileiros, com a informatização dos serviços. Na cidade, a troca das fichas de papel por dados armazenados nos tablets e computadores trouxe benefícios não só aos moradores, como também aos gestores.

A agilidade nos atendimentos e agendamentos de consultas, exames e outros procedimentos; a integração entre as unidades da rede e com os programas do Ministério da Saúde; a qualidade e eficiência no serviço prestado à população; a organização da logística do transporte sanitário; a gestão de prontuários eletrônicos; o controle dos processos de vigilância sanitária; a segurança das informações; a análise de dados para elaboração de relatórios estatísticos e redução dos custos com medicamentos com o controle do estoque foram alguns dos benefícios desse processo.

O secretário municipal de Saúde do município e tesoureiro do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Cosems), Emerson Arli Magni, afirma que a informatização permitiu à grande rede de unidades de saúde do município ter todos os dados necessários para um acompanhamento integral através do Prontuário Eletrônico do Paciente. Esse prontuário abriga também informações coletadas pelos agentes comunitários de saúde, que receberam tablets com o projeto, para inserção de informações online, que posteriormente seguem para uma única base de dados. Assim, os médicos podem visualizar todo o histórico do paciente e saber a condição geral de saúde da pessoa que está sendo atendida, assim como doenças crônicas como diabetes e hipertensão. A comunicação com a população foi facilitada com o envio de mensagens para celular com 24 horas de antecedência para aviso de consultas, exames, vacinas e marcações, não sendo necessário o deslocamento até a sede da Secretaria. Ao todo, são realizadas 12 mil consultas e exames mensalmente.

Na área da gestão, Magni conta que o processo trouxe economia de até 20% dos gastos públicos, com o controle da parte medicamentosa e avaliação da efetividade das consultas, integrando processos para auxiliar a tomada de decisão e simplificar a complexidade da administração pública. “Com esses dados e a economia a partir da organização de todos os processos da saúde pública, conseguimos criar outras políticas públicas que tragam melhorias para a população”, completa.

A população de pouco mais de 43 mil habitantes conta, desde 2009, com o projeto pioneiro que foi implantado pelo então secretário da Saúde da cidade e atual prefeito de Osório Eduardo Abrahão. Os resultados vêm sendo aprimorados e, atualmente, se tem controle e interligação de informações das 15 unidades de saúde, um centro de regulação, uma farmácia e dois Centros de Apoio Psicossocial (CAPS). A falta de integração dos dados comprometia a agilidade e a segurança do processo de assistência à população.

“Por mais que o SUS seja universal, precisa ser organizado. O sistema informatizado engloba tudo que está dentro da saúde, incluindo proteção animal e imunização, e quem ganha com isso é a população, os profissionais e gestores de saúde. Com esse esquema organizado, sabemos o que a população precisa no momento e planejamos as próximas ações. A informatização entrou e só beneficiou a comunidade”, ressaltou o secretário.

Para a informatização, foram contratados 13 profissionais de tecnologia, e a realização de compra de computadores para todos os balcões de atendimento, consultórios, salas de procedimentos e todos os setores administrativos das unidades de saúde e secretaria, além da contratação de software especialista em Saúde Pública e capacitação continuada de todos os profissionais para o uso do sistema. O processo virou case de sucesso e desde a implantação, a Secretaria de Saúde de Osório tem recebido visitas de representantes de outros municípios do estado e de fora para compartilhar a informatização.

A experiência será apresentada na Semana Saúde Única, durante a Feira de Soluções para a Saúde, que será realizada em Bento Gonçalves de 22 a 25 de abril. Será um espaço para diferentes trocas de experiências e soluções de serviços de saúde, indústrias, movimentos sociais e comunidades, relacionadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e ao conceito de One-Health (Saúde Única – que articula as saúdes humana e animal e também o meio ambiente). Saiba mais no site https://feirasolucoessaude.fiocruz.br/.

Serviço:

Semana Saúde Única, durante a Feira de Soluções para a Saúde

Data: 22 a 25 de abril

Local: Bento Gonçalves (RS)

Saúde de Osório oferece serviços variados
por Imprensa
Acessos: 11

Atividades físicas, fisioterapia e terapia ocupacional estão entre as ações

Promover saúde a partir de iniciativas que significam qualidade de vida e bem estar. Essa é uma das metas da Secretaria de Saúde Osório que trabalha com a ideia de que se as pessoas estão felizes, praticam atividades físicas, utilizam uma alimentação saudável e têm à disposição os serviços que precisam tudo fica melhor.

Entre os exemplos que demonstram essa preocupação estão os serviços disponibilizados gratuitamente à comunidade com fisioterapeuta, horários com professor de educação física e horário com terapeuta ocupacional.

As aulas de educação física acontecem nos bairros Albatroz, CAPS, Praça das Carretas, ESF Laranjeiras, ESF primavera, ESF Caravágio e EFS Atlântida Sul.
Já o atendimento de terapeuta ocupacional ocorre no bairro Primavera com grupo de pais, no Posto Central, no Caravágio – atividades domiciliares com Fisioterapeuta, Aguapés – grupo de Saúde mental, Passinhos – grupo de Mulheres, Atlântida Sul – grupo de idosos, Reviver e Laranjeiras – grupo de idosos.

Grupos de Terapia Ocupacional
Entre as estratégias há a realização de grupos de terapia ocupacional, como é o caso dos encontros em Atlântida Sul, ao lado do Posto no Grupo Conviver, todas as quintas-feiras pela manhã, com início às 9h.

A ESF Aguapés/Nasf, realiza nas terças-feiras à tarde com mediação da Terapeuta Ocupacional do Nasf e a enfermeira da ESF, um itinerante.
O objetivo desse formato de encontro é atingir o maior número de pessoas possível, tendo como foco a saúde mental. As Agentes Comunitárias de Saúde, organizam as idas aos locais, já utilizando os grupos e/ou reuniões familiares em funcionamento.

A medida que os grupos vão acontecendo é trabalhada a possibilidade do retorno e a experiência inicial com o grupo próximo a pedreira do Arroio das Pedras, foi bem interessante, e os participantes pediram para repetir.

Há grupos de Terapia Ocupacional também nos Bairros Glória, Albatroz e Primavera, denominados Chitacá e Horta Flor/Horto Medicinal.

Os temas são abordados mediante as necessidades apresentadas, sempre contando como relevante, motivar as pessoas para sua autonomia, para ser protagonista.
Somado a esses trabalhos, destaca-se também a visita da Unidade Móvel de Saúde que vai até as comunidades mais distantes do Posto Médico central para realizar o atendimento aos moradores, que tem maior dificuldade de se deslocar em busca dos serviços oferecidos pela saúde.

Nesta semana, foram contemplados os cidadãos das comunidades de Arroio Grande e Goiabeira.

Vacinação contra gripe inicia na próxima semana para crianças e gestantes
por Imprensa
Acessos: 37

A partir do dia 22, a vacinação é direcionada para os demais grupos. O Dia D, será em 4 de maio.

Em Osório, a campanha de vacinação contra a gripe começa na quarta-feira, (10/4), distante uma semana. Entre 10 e 18 de abril, a campanha será direcionada prioritariamente para gestantes e crianças, que neste ano tiveram a faixa etária estendida, abrangendo agora as maiores de 6 meses e menores de 6 anos de idade.

As pessoas podem receber a dose no Posto Médico Central e Unidades Básicas de Saúde com Sala de Vacina. Neste mesmo período de campanha, haverá a atualização da Caderneta de crianças e adultos das demais vacinas que fazem parte do calendário.

A partir do dia 22, a vacinação é direcionada para os demais grupos, pessoas acima dos 60 anos, doentes crônicos e professores. A meta é alcançar 90% delas. A vacinação terá mobilização também no chamado Dia D, em 4 de maio.

Grupos que podem receber a vacina a partir de 10 de abril:

– Crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias)

– Gestantes (em qualquer tempo gestacional)

Grupos que podem receber a vacina a partir de 22 de abril:

– Crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias)

– Gestantes (em qualquer tempo gestacional)

– Puérperas (mulheres até 45 dias após o parto)

– Pessoas com 60 anos ou mais

– Povos indígenas aldeados

– Trabalhadores de saúde dos serviços públicos e privados

– População privada de liberdade e funcionários do sistema prisional

– Professores de escolas públicas e privadas

– Portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais (Doenças crônicas respiratórias, cardíacas, renais, neurológicas ou hepática; diabetes; imunossupressão; obesidade; transplantados ou pessoas com trissomias).